Make your own free website on Tripod.com

contos e poesias escritas pelos integrantes terão seu espaço reservado aqui.



Elros Palantír, o coração de grifo.


Capítulo 1- Aqui começa a jornada.

Abisai Chamou Quarton para ver o que tinha achado, o elfo sempre soube que alguma coisa devia estar escondido no sótão do templo que ele tinha achado em ruínas em uma parte afastada do condato anos atrás quando foi resignado pela sua ordem para cuidar do espírito de seus fiéis nesta pequena cidade à beira da grande cadeia de montanhas.
-Veja Quarton, te falei que era verdade, livros não são escritos ao vento.
-Então a história não é um conto de fadas, mas o porque que ninguém foi atrás dela ainda?-Disse aquele humano belo, cuja face inspirava nobreza e altivez.
-Vejamos pra onde nosso amigo mapa nos leva... Não acredito... Está em dracônico- Abisai viu-se surpreso por um grande herói élfico não usar sua língua maternal para escrever tanto no mapa quanto no pergaminho ali encontrado, então ele alisou sua longa barba (coisa rara entre os elfos) e resolveu que deveriam ir atrás de algém que traduzisse isto.
-Teremos que reunir especialistas para ir com nós, irmos sozinhos mesmo com toda a nossa fé é cair em desgraça com certeza, conheço pessoas certas para juntar-se conosco.-Falando isto Quarton dirigiu-se a porta- Vá no mago na saída da cidade, ele traduzirá o pergaminho e o mapa para você, enquanto isto eu vou atrás de alguns conhecidos que podem nos acompanhar.
-Tudo bem quarton, depois vou atrás de Himê,um velho conhecido meu que mora no bosque fora da cidade, nos vemos na taverna.